conecte-se conosco


Economia

Sem peças, Fiat cogita paralisar novamente parte da produção em Betim

Publicado


source
Se confirmado, será a segunda vez no ano em que a montadora para por falta de peças
Reprodução/Fiat

Se confirmado, será a segunda vez no ano em que a montadora para por falta de peças

A Fiat voltou a avaliar a necessidade de paralisar os serviços por tempo indeterminado devido à falta de peças e componentes eletrônicos para a produção de veículos. Essa é a segunda vez neste ano que a montadora estuda a dispensa de funcionários até a estabilização do fornecimento.

Ao todo, a empresa deve dispensar entre 800 e mil funcionários responsáveis por um dos turnos da fábrica, localizada em Betim (MG). No entanto, a montadora ainda não oficializou o afastamento dos empregos, mas há grande possibilidade de se concretizar.

Embora tenha sido pressionada por sindicatos e após a paralisação de outras montadoras, a Fiat não deve afastar funcionários devido o aumento de casos da Covid-19 no país. Há duas semanas, ao menos sete montadoras anunciaram a paralisação das produções por 15 dias para proteger funcionários .  

Veja Também:  Presidente da Azul defende lockdown e reabertura gradual da economia

publicidade

Economia

Ilhabela ignora medidas de Doria e permite abertura de bares e restaurantes

Publicado


source
Toninho Colucci, prefeito de Ilhabela
Reprodução

Toninho Colucci, prefeito de Ilhabela

O prefeito de Illabela (SP), Toninho Colucci, passou a permitir o atendimento presencial em bares e restaurantes, mesmo na fase vermelha do Plano SP do governo do estado.

Segundo o decreto de Ilhabela válido para este fim de semana, bares e restaurantes podem funcionar com até 35% da capacidade e distância de 1,5 m entre as mesas, desde que as reservas sejam feitas previamente.

Salões de beleza e áreas comuns em hotéis também foram liberados, além do atendimento presencial em lojas de material de construção com 35% da capacidade.

“Temos queda nos casos e óbitos na cidade, se comparados aos meses anteriores. A população e o comércio têm seguido as regras, o que nos fez decidir pela liberação de alguns setores de forma segura e seguindo os protocolos sanitários”, disse o prefeito Toninho Colucci (PL)

Veja Também:  Presidente da Azul defende lockdown e reabertura gradual da economia

O governo  deve informar o Ministério Público pelo descumprimento do decreto estadual.

Continue lendo

Economia

Os melhores bolões para apostar na Dupla de Páscoa

Publicado


source

Começou a contagem regressiva: faltam apenas 1 semana para o grande sorteio de R$ 30 milhões da Dupla de Páscoa , primeira loteria especial do ano! O concurso está marcado para acontecer no próximo sábado (17), às 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo (SP).

Dupla Sena de Páscoa
Caixa/Divulgação

Dupla Sena de Páscoa

As apostas para o sorteio especial estão disponíveis no site do Mega Loterias . Não deixe para a última hora, confira a seguir as melhores dicas de aposta e garanta já a sua participação com muitas vantagens!

Como jogar na Dupla de Páscoa

A mecânica de aposta é exatamente a mesma da Dupla Sena. Para concorrer, basta escolher de 6 a 15 dezenas dentre os 50 números disponíveis no volante de aposta. As faixas de premiação variam entre Sena, Quina, Quadra e Terno, respectivamente 6, 5, 4 e 3 números acertados. Vale lembrar que os apostadores têm chances em dobro, já que são efetuados dois sorteios, assim como em sua loteria recorrente.

Veja Também:  Mineradora acusada por acidente em Mariana (MG) entra em recuperação judicial

Aposte nos melhores bolões

No Mega Loterias, você encontra os melhores bolões para apostar na Dupla de Páscoa. Desenvolvidos por uma equipe de especialistas, que utilizam de técnicas e métodos matemáticos para otimizar e turbinar suas apostas. Escolha o bolão que mais combina com você e seu bolso:

●     Bolão de R$10

Você viu?

Por apenas R$10 a cota, o bolão TTBA-MM dispõe de 5 fechamentos matemáticos com 14 dezenas e mais um cartão de 9 dezenas que paga premiações multiplicadas. Apostando com este bolão, você aumenta em 484 vezes suas chances de premiação.

●     Bolão de R$30

O bolão SCDA-FS é  composto por três fechamentos matemáticos que utilizam 20 dezenas cada e garantem. Desembolsando apenas R$30, você multiplica em 1200 vezes suas chances de ganhar!

●     Bolão de R$50

Gastando R$50, o bolão SBOA-SX aumenta suas chances em até 1470 vezes e dispõe de 12 cartões de 9 dezenas cada, que se desdobram em 1008 apostas simples e mais 1 cartão de 11 dezenas, que se desdobram em 462 apostas simples, além de garantir premiações multiplicadas.

Veja Também:  Além das lives: setor de eventos para área empresarial se reinventa na pandemia

Continue lendo

Economia

Além das lives: setor de eventos para área empresarial se reinventa na pandemia

Publicado


source
Durante 2020, a MM Eventos realizou transmissões semi-presenciais, com a equipe de produção, e totalmente virtuais
Divulgação / MM Eventos

Durante 2020, a MM Eventos realizou transmissões semi-presenciais, com a equipe de produção, e totalmente virtuais


A pandemia acertou em cheio a economia brasileira. E muitos setores precisaram se reinventar. É o caso das empresas especializadas em eventos. Segundo a Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), até fevereiro deste ano, mais de 350 mil eventos deixaram de ser realizados em 2020 (entre shows, festas, congressos, rodeios, eventos esportivos e sociais, teatro, entre outros). A situação praticamente não mudou este ano.

Segundo a associação, um terço das empresas fechou as portas em definitivo. Das que permanecem abertas, 97 de cada 100 não está prestando serviço. O ramo deixou de faturar, ao menos, R$ 90 bilhões. E um terço das empresas em atividade vai ter muita dificuldade para reabrir, diz o levantamento

Uma outra pesquisa, feita pelo Sebrae em agosto de 2020, mostrou que, até o terceiro trimestre, empresários tentaram negociar prazos para amenizar os impactos da pandemia: 34% devolveram o dinheiro para o contratante, mas 35% deles contam que conseguiram negociar crédito para utilizar futuramente. Outros apostaram em inovação. 

Como o grupo MM Eventos. Com sede em São Paulo e atuação no país inteiro, desenvolveu uma maneira de inovar as tradicionais lives que, na visão de Ana Carolina Medeiros, diretora de relacionamento da empresa, “já estão batidas”. 

O grupo se dedicou a criação do que Medeiros chama de lives interativas: em vez de assistir a uma transmissão impessoal e pouco interativa, o espectador tem uma experiência dinâmica através de um kit físico entregue na sua casa. “A ideia é transportar a experiência do presencial pró on-line”, explica. 

Leia também

Veja Também:  Tesouro volta a alertar ‘crime fiscal’ em redução de verba do Plano Safra

A transição não foi fácil. Medeiros conta que, na primeira semana de distanciamento social em todo o país, cerca de 200 eventos da empresa foram cancelados. A equipe entrou em desespero. “Peguei, sentei todo mundo em uma call para discutir: o que faríamos para nos adaptar e inovar?”   

O resultado, no final das contas, foi positivo. Até o final de 2020, a MM Eventos realizou mais de 700 eventos, nas modalidades 100% on-line e alguns semi-presenciais, que contavam com parte da equipe em estúdio. A lista vai desde convenções e feiras a festas de fim de ano e lançamentos de produtos. 

A quantidade de pessoas varia conforme a empresa que solicita o serviço. Algumas, menores, requerem 50 kits. Outras, mais ousadas, chegaram a reunir duas mil pessoas em uma feira, com cada uma delas recebendo seu kit personalizado. 

Um dos novos projetos, e mais ambiciosos, é a realização de um evento de vários dias com a entrega de um kit preparado especialmente para cada dia. Segundo Medeiros, a sensação de experiência personalizada é decisiva para enfrentar o isolamento.

Transição

A empresa de João Geo, que estava acostumada a fazer eventos comemorativos, foi uma das que buscou se reinventar em meio a pandemia. A Seguradora Pottencial, com sede em Belo Horizonte (MG), “tinha essa cultura da festa”, diz o CEO

Além de ser um raro exemplo de empreendimento que registrou alta de faturamento durante a pandemia, a Pottencial também inovou com a sua tradicional festa de fim de ano.

A comemoração, que em 2020 alcançou mais de mil pessoas, foi totalmente virtual, mas igualmente importante para a equipe. Os dois eventos, um para os clientes e outro para a equipe, contaram com a participação do cozinheiro Leo Paixão em uma chamada de vídeo coletiva.


“Cozinheiro com Paixão”

Batizada de “Cozinhando com Paixão”, a organização da live enviou kits de culinária com ingredientes para a elaboração de pratos dirigidos pelo cozinheiro. Foi um momento de reunião familiar que, segundo Geo, “ajudou a manter nossa cultura viva”.

Ele conta que, além da tentativas de manter vivo o espírito da equipe, a empresa também adotou medidas de cuidado da saúde mental de seus funcionários. Semanalmente, a equipe de RH entra em contato com cada um dos trabalhadores, de todos os setores, para oferecer assistência psicológica e, até, física. “Às vezes o cara não tem um notebook bom, um suporte para se manter ereto na cadeira… E é dever da empresa fornecer esta estrutura para o funcionário, né?”, diz o presidente. 

A Pottencial também ofereceu assistência com psicólogos para seus funcionários e uma cartilha de “boas práticas no home office”. 

Para o futuro 

Medeiros crê que o mercado de eventos comece a engatinhar rumo ao que era antes da pandemia em julho deste ano. Os eventos presenciais, “com aquela aglomeração gostosa”, ela diz, só retornarão na medida em que a população se vacinar massivamente.

Ainda assim, certos hábitos da pandemia permanecerão. “Vai demorar para largarmos a máscara, o álcool em gel, o medo do abraço”, conta. Ela também espera que o período de isolamento sirva para criar lealdade e união dentro do setor de eventos que, para ela, ainda é muito desunido. 

“Como muitos dos nossos concorrentes quebraram, acho que, pra criar um novo setor de eventos, já que este está destruído, vamos ter que nos organizar melhor e cooperar mais. Em diretrizes, em protocolos, em organizações que defendam os nossos interesses, por que este ainda é um mercado muito desunido, muito traiçoeiro”, diz. 

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana