conecte-se conosco


Mulher

Você sabe o que é Pet Play? Entenda a prática que deu o que falar na Internet

Publicado


source
Reprodução
Divulgação

Entenda o que é a prática fetichista conhecida como Pet Play


Nas últimas semanas, uma imagem deu o que falar na Internet: a foto tirada em um supermercado em Los Angeles, nos Estados Unidos, que mostra uma dominatrix levando seu  submisso para passear numa coleira. O rapaz estava de quatro e usava uma máscara de cachorro e os dois andavam tranquilamente dentro do mercadinho.

As pessoas não entenderam muito bem o que estava acontecendo, até chegar o momento do segurança pedir para que os dois saíssem. Os presentes acharam que a atitude fosse uma falta de respeito. “Eles disseram ‘Nós respeitamos o que você está tentando fazer, mas vamos ter que te pedir para sair’. Fazer isso em público é obviamente controverso”, disse Mistress Larke, a mulher da foto, em entrevista ao tablóide estadunidense The Daily Pot. 

Os dois estavam praticando o Pet Play, uma  variação do BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo). E sta prática gira em torno de hierarquia, comando, submissão e obediência. Também por serem usados artigos específicos para “adestrar” cada animal imitado (coleiras, correntes, chicotes, mordaças).

Marcos Santos, Psicólogo  Especialista em Sexualidade Humana da Plataforma Sexo sem Dúvida , explicou em entrevista ao IG Delas, um pouco mais sobre a prática. Veja a seguir.


O que é o Pet Play? 

Pet Play é uma brincadeira que pode ser sexual ou não. É um fetiche que costuma ser praticado entre casais. É uma encenação em que as pessoas envolvidas desempenham papéis diferentes. Uma faz de conta que é um animal (pet) e a outra pessoa desempenha o papel de treinador ou de dono.

“Durante essa brincadeira, a pessoa pet imita literalmente o comportamento de um filhote ou animal adulto, enquanto que o treinador ou o dono do animal ensina truques, elogia e recompensa bons comportamentos ou pune  seus erros e maus comportamentos”, acrescenta o especialista. 

De acordo com o desejo dos participantes, a intensidade pode variar de um simples carinho em troca de lambidas, à humilhação e palmadas corretivas. Nessa prática, a pessoa submissa é transformada em animal para obedecer a um dominador.

“É importante lembrar que o intuito da brincadeira não é a humilhação e que o fetiche possui várias interpretações e aplicações. Existem pessoas que gostam de ser humilhadas nas brincadeiras sexuais, mas essa não é a intenção principal do pet play”, explica. 

O foco principal da brincadeira é justamente ensinar truques e disciplina para um animalzinho, sem envolver necessariamente maus tratos. O segredo para a brincadeira dar certo é o incentivo positivo do treinador e as recompensas pelo bom comportamento do pet. 

Como praticar o Pet Play? 

Adeptos do Pet Play se comportam assim entre quatro paredes e algumas vezes em público frequentando festas fetichistas e bares temáticos. “Nestes locais os donos e adestradores podem até servir petiscos no chão.”

Veja Também:  Luiza Brunet relembra agressão de ex-companheiro: "Aquele soco ainda dói"

A caracterização dos pets vai além das fantasias e maquiagem, incluindo acessórios encontrados em petshops (coleiras, guias, correntes) ou artigos de sex shops como os chamados plug tails (caudas ou rabos), em diversos materiais e formatos. 

Varia também a intensidade da prática. Dentro do pet play existem as práticas mais brandas, como um simples “abanar o rabinho”, pegar coisas com a boca e fazer carícias no(a) parceiro(a). Há também as mais intensas, que derivam do sadismo e masoquismo e envolvem palmadas ou castigos mais severos.

Mas, assim, assim como vários outros fetiches, o pet play não precisa ter um contexto erótico. Se na maioria das vezes se trata de algo sexual, em outros casos a brincadeira pode ser apenas uma atividade muito divertida quando as pessoas assumem os papeis escolhidos e mergulham de cabeça na interpretação.

“É uma oportunidade de tirarem uma folga de suas vidas comuns. Permite também a inversão de papel assumido para a sociedade, algo muito comum das pessoas em posição social de liderança e autoridade se submeterem aos comandos de alguém durante a brincadeira (homens cachorrões com suas donas)”, diz o especialista.

Ele acrescenta que isso significa tirar o peso e estresse em ser alguém preso a uma rotina, virando durante alguns momentos um bichinho inocente e brincalhão. “Ou simplesmente deixar seus medos e fraquezas de lado para ser um animal selvagem e cheio de vida”, encerra. 

Fonte: IG Mulher

publicidade

Mulher

Prepare a sua virada de ano com o Tarot

Publicado


source

João Bidu

undefined
Renata Prado

Prepare a sua virada de ano com o Tarot

Sendo uma ferramenta de profundo auto conhecimento, traz em sua capacidade o aconselhamento e orientações que te ajudará a resolver questões e encontrar soluções para determinadas situações, o Tarot , ainda é cercado de muitos preconceitos, medos e curiosidade, ainda gera dúvidas e misticismo.

O fato é que é uma ferramenta que age no inconsciente pessoal e coletivo , traz a consciência daquilo que há necessidade de compreender, irá aconselhar nas questões que você está vivenciando e te ajudará encontrar solução para os conteúdos que necessitam de atenção.

É um sistema composto por 78 cartas, sendo 22 Arcanos maiores e 56 Arcanos menores, é um método oracular que não segue doutrina nem religião, muito pelo contrário, em seus arquétipos podemos encontrar o entendimento e a compreensão do que vai na psique humana.

É um oráculo que respeitar o livre hábito, serve como uma ferramenta orientativa e a aconselhadora das questões que você possa vivenciar, orientando em como lidar com essas questões, claro que a decisão final é somente sua, portanto, é você quem define por quais caminhos a percorrer, Sendo uma ferramenta diretiva , trará quais os aspectos que você pode vivenciar e como você deve agir para evitar determinadas situações, vai te ajudar se tornar consciente sobre conteúdos e aspectos que talvez você não compreenda ou não tenha clareza, para que assim possa entender porque elas acontecem.

Veja Também:  Bolsas diferentes: fuja da mesmice na hora de montar o seu look

Como você pode preparar a sua virada de ano usando tarot?

O fato é que o TAROT é uma ferramenta, que vai falar das tendências e possibilidades em um período futuro, lembrando que o futuro é construído no hoje, que depende da suas ações e atitudes para que determinadas situações aconteçam de uma forma ou para que aconteça de outra, o oráculo irá te ajudar a direcionar seus caminhos, a compreender quais ações e atitudes que você precisa ter para alcançar uma determinada situação ou conquistar um determinado aspecto que você vem almejando ou buscando a muito tempo, trazendo consciência de quais são as situações que devem ser evitados para que você não passe por determinadas questões, fala uma leitura energética das possibilidades em tendências e quais comportamentos e ações você precisa ter para encontrar os resultados positivos e ter realização, evitando assim também situações que não são favoráveis ou como lidar com elas caso aconteça.

Com o início de um novo ano, você pode utilizar o Tarot para direcionar o seu caminho para direcionar os meses que virão.

Caso decida por alguma consulta de Tarot, procure um bom profissional, você poderá fazer uma consulta que falará das possibilidades e tendências para esse novo ano, quais as situações que você precisa evitar e quais os aspectos que você precisa melhorar, ou até mesmo ações atitudes que você precisa ter para concretização de algum objetivo ou de algo que há muito tempo você vem querendo realizar, o oráculo é uma ferramenta que te dara o seu poder, a sua força de realização que te trará consciência de que depende de você realizar e transformar.

Veja Também:  Luiza Brunet relembra agressão de ex-companheiro: "Aquele soco ainda dói"

Lembrar que o oráculo pode ser um amigo e um grande conselheiro para você direcionar a sua história o seus conteúdos e que pode e deve ser utilizado a seu favor, para que você possa ter um bom ano ou soluções de questões, por mais que tenha que passar por desafios e te ensina em como lidar com esses desafios para esse próximo ano seja um bom ano, portanto, procure ajuda de um profissional qualificado e se permita as possibilidades e mudanças que o Tarot poderá te trazer.

TEXTO:  Renata Prado | Psicanalista e Taróloga 

INSTAGRAM: @renataprado.terapeuta

LEIA TAMBÉM:  

  • Como o tarot pode me ajudar?
  • Saiba como atrair a boa sorte com Tarot
  • 2021: Descubra como será o Ano do Papa no Tarot!
  • Fonte: IG Mulher

    Continue lendo

    Mulher

    Signos e brigas: dicas para passar longe das discussões e viver em paz

    Publicado


    source

    Alto Astral

    undefined
    Reprodução: Alto Astral

    Signos e brigas: dicas para passar longe das discussões e viver em paz

    Os elementos astrais podem te ajudar a entender melhor o motivo de alguma pessoa ser mais esquentadinha ou se achar a dona da razão. Por isso, que tal descobrir como agir com aquele amigo ou amor – antes de arrumar um desentendimento por nada? Saiba como cada signo lida com as brigas e veja alguns conselhos astrológicos para evitar!

    Dicas dos elementos dos signos para evitar brigas

    Signos e brigas: dicas para passar longe das discussões e viver em paz
    Foto: Shutterstock

    Fogo (Áries, Leão e Sagitário)

    Quem é desse elemento fica emburrado com mais facilidade e não consegue segurar a língua… Fala tudo na hora. Pode acabar brigando com todo mundo se não controlar sua atitude impulsiva.

    Dica: esfrie a cabeça antes de abrir a boca, para evitar encrencas.

    Terra (Touro, Virgem e Capricórnio)

    Os signos regidos por esse elemento podem achar que são os chefões e que sempre tomam as melhores decisões. Por isso, acreditam que devem controlar tudo e exigem demais dos outros. Isso, com certeza, acaba pesando o clima de conflitos.

    Veja Também:  Prepare a sua virada de ano com o Tarot

    Dica: tente ceder um pouco, nada de medir forças!

    Ar (Gêmeos, Libra e Aquário)

    Pessoas desse elemento têm opinião forte e tentam fazer com que todos concordem com o que acreditam. E, se não aceitarem o que dizem, podem se estressar à toa.

    Dica: se não quer agir como os outros, respeite a opinião de quem pensa diferente de você.

    Água (Câncer, Escorpião e Peixes)

    Com a sensibilidade à flor da pele, os signos regidos pela água podem ser bem dramáticos. Alguns fazem uma tempestade em copo d’água e, no pior dos casos, até chantagem emocional.

    Dica: abra o jogo, mas escolha bem a forma como vai falar.

    Agora que você já sabe o que fazer para evitar brigas, de acordo com o seu signo, aproveite para conhecer mais as suas características astrológicas fazendo o seu mapa astral completo aqui !

    Texto: Redação Alto Astral | Edição: Rafael Barbosa, Milena Garcia e Renata Rocha

    Fonte: IG Mulher

    Continue lendo

    Mulher

    Luiza Brunet relembra agressão de ex-companheiro: “Aquele soco ainda dói”

    Publicado


    source
    Luiza Brunet
    Reprodução/Instagram

    Luiza Brunet relembra agressão de Lírio Parisotto

    Luiza Brunet relembrou a agressão que sofreu do ex-companheiro , o empresário Lírio Parisotto, em 2016. A atriz contou como foi difícil lidar com os ataques e os julgamentos após denunciar o caso e disse ainda sofre com sequelas emocionais que a violência sofrida deixou.

    Lírio Parisotto foi condenado a prestar serviços comunitários e Luiza Brunet falou que o julgamento não foi um processo nada fácil. “Até se chegar a uma decisão dessas, o processo é muito cruel. Tem o sofrimento físico e psicológico e a vítima é submetida a um julgamento moral, que eu chamo de imoral. Embora eu seja uma pessoa pública e nunca tenha me envolvido em escândalos, não escapei de ser exposta e desacreditada. Fui acusada pelo meu ex-companheiro de cinco anos e por gente ligada a ele”, ela disse em entrevista à revista Veja.

    “Hoje, a sensação é de um grande alívio pela verdade ter vindo à luz. Esse é um tipo de ferida, porém, que deixa marcas para o resto da vida. Aquele soco ainda dói”, a atriz continuou. Brunet relembrou que no dia da agressão, o empresário estava revoltado porque confundiram o nome dele com o do ex da artista.

    “Ao chegar totalmente alterado ao apartamento, começou a dar tapas e socos na minha cara e a chutar minhas pernas. Num só golpe, ele me jogou no sofá e pressionou meu corpo com tanta força que quebrei quatro costelas. Tive muito medo de morrer”, ela se recorda. A modelo também pontuou que, como acontece em muitos casos de violência doméstica, essa não foi a primeira vez em que ela foi agredida. Luia Brunet disse que o fato das vítimas amarem os agressores complicam muito esses casos. Ela comentou que hoje em dia não sente mais nada pelo empresário e a última vez que teve contato com ele foi no julgamento. Por fim, declarou que olhando para trás só sente decepção.

    Veja Também:  Banhos mágicos para atrair mais dinheiro
    Fonte: IG Mulher

    Continue lendo

    Links Úteis

    Rondonópolis

    Policial

    Política MT

    Entretenimento

    Mais Lidas da Semana